Entenda como os Índices Financeiros impactam os contratos de locação

Atualizado em 02/02/2024 as 10:00
Tempo de leitura: 4min aprox.

Compartilhe

 Este artigo aborda a importância dos índices financeiros no mercado imobiliário, explicando como eles reajustam contratos de imóveis e afetam financiamentos e aluguéis. Destaca o INCC, IGP-M, CUB, e TR, oferecendo insights sobre como cada um influencia os valores e condições de negociações imobiliárias.

No universo dos contratos imobiliários, a menção a reajustes baseados em índices financeiros específicos pode gerar questionamentos. Mas, afinal, o que representam esses índices? Em essência, eles refletem o cenário econômico de determinadas áreas. No mercado imobiliário, são essenciais para definir preços e ajustes em aluguéis ou financiamentos. Para esclarecer suas dúvidas, mergulhe conosco na análise dos principais índices financeiros e entenda seu papel vital nos contratos imobiliários!

INCC: a baliza dos custos de construção

O Índice Nacional de Custo da Construção, monitorado mensalmente pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), acompanha as variações nos custos de construção civil, incluindo mão de obra e materiais. Esse índice é crucial para quem investe em imóveis na planta ou em construção, influenciando diretamente o valor de financiamentos. Para manter-se atualizado, acompanhe o INCC pelo Portal Brasil, e assegure-se de compreender seu impacto nos seus investimentos.

IGP-M: o termômetro dos reajustes de aluguel

Abrangendo desde matérias-primas agrícolas a produtos e serviços finais, o Índice Geral de Preços do Mercado é calculado pela FGV e serve como referência para reajustes de aluguéis e na compra de imóveis. A correção anual de aluguéis se baseia no acumulado do IGP-M ao longo do ano, não apenas em uma taxa mensal isolada, garantindo ajustes justos e equilibrados.

CUB: específico do setor imobiliário

O Custo Unitário Básico, atualizado mensalmente, reflete despesas diversas da construção civil e é calculado pelos Sindicatos das Indústrias de Construção Civil de cada estado. Por sua especificidade, o CUB é amplamente utilizado em contratos de compra e serve como referência para a precificação de imóveis, considerando a variação de custos entre diferentes estados.

TR: a taxa que afeta financiamentos imobiliários

A Taxa Referencial de Juros, um índice de suma importância para financiamentos imobiliários, baseia-se na média de remuneração dos CDBs. Esse indicador afeta diretamente as prestações de pagamento, sendo essencial para quem busca financiar a compra de um imóvel.

Aprofundando o conhecimento em índices financeiros

Entender os índices financeiros é fundamental para quem atua no mercado imobiliário, seja na gestão de aluguéis, financiamentos ou na compra de imóveis. Além disso, é importante estar atento aos indicadores financeiros que impactam a gestão de sua imobiliária.

Gostou deste conteúdo? Se inscreva em nossa newsletter e fique por dentro de todas as novidades do mercado imobiliário!

O que achou do nosso conteudo?

Qual solução Kenlo você quer acessar?



Área do Cliente Kenlo